“Em grupo, qualquer um de nós se torna mais valente e inconsequente. Em grupo, dizemos coisas e agimos de modo que jamais faríamos se estivéssemos sozinhos. (…) Agora imagine que no ambiente digital qualquer um pode, a qualquer momento, entrar em ‘estado de massa’.”

Christian Dunker e Cláudio Thebas  

Livro: O palhaço e o psicanalista: como escutar os outros pode transformar vidas (Ed. Planeta, 2021) | Autores: Christian Dunker e Cláudio Thebas | Página: 226

🔖 Leia outra frase que aborda o mesmo tema:

“Saiba qual é seu propósito antes de entrar no mundo das mídias sociais. A tecnologia é como colocar gasolina no carro. Ajuda a direcionar a estratégia, mas não é A estratégia.”

Barbara Giamanco  

Livro: A força dos quietos – As estratégias para conviver, influenciar e vencer sem precisar gritar (Editora Gente, 2014) | Autora: Jennifer B. Kahnweiler | Página: 206

“Nas mídias sociais, o que importa são… os relacionamentos de verdade. O networking é sempre importante quando é real e sempre uma distração quando inútil e falso.”

Seth Godin, escritor e empreendedor 

Livro: A força dos quietos – As estratégias para conviver, influenciar e vencer sem precisar gritar (Editora Gente, 2014) | Autora: Jennifer B. Kahnweiler | Página: 193

“Antes dos microfones e da televisão, o líder tinha de ficar de pé no mesmo nível de uma multidão. Agora basta ‘tuitar’ uma frase para alcançar milhões instantaneamente. A influencia nunca foi tão fácil – e tão efêmera.”

Richard Stengel, editor-chefe da revista Time, 30 de abril de 2012

Livro: A força dos quietos – As estratégias para conviver, influenciar e vencer sem precisar gritar (Editora Gente, 2014) | Autora: Jennifer B. Kahnweiler | Página: 35

“Na maior parte do tempo na Web, as pessoas não querem ser atraídas; elas só querem fazer algo, e tentativas de atrai-las que interfiram com sua missão atual são vistas como irritantes, inconvenientes e o pior tipo de estratégia de vendas.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 118

“A maioria dos usuários deficientes visuais são tão impacientes quanto a maioria dos usuários que podem enxergar. Eles querem obter as informações que precisam tão rapidamente quanto possível. Eles não escutam todas as palavras da página – da mesma forma que usuários que podem enxergar não leem todas as palavras. Eles ‘examinam com seus ouvidos’, escutando apenas o suficiente para decidir se continuam escutando ou não.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 113

“Embora as pessoas adorem fazer comentários sobre a aparência de sites – especialmente sobre se gostam das cores – quase ninguém sai de um site só porque ele não tem uma aparência ótima (…).”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 105

🔖 Citações que abordam o mesmo tema:

“Não me faça passar trabalho só porque você não quer escrever um pouco mais de código.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 105

“Às vezes, o verdadeiro desafio não é consertar os problemas que você encontra – é consertar sem estragar o que já está funcionando.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 101

“As pessoas muitas vezes dirão ‘Eu gostaria mais se você pudesse fazer x.’ Sempre vale a pena ficar receoso a respeito dessas solicitações de novos recursos. Se você examinar com maior profundidade, muitas vezes ocorre que elas já tenham uma fonte perfeitamente boa de x e provavelmente não mudariam; eles estão apenas lhe dizendo o que gostam.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 100

🔖 Citações que abordam o mesmo tema:

“Resista ao impulso de acrescentar coisas. Quando fica óbvio nos testes que os usuários não estão obtendo alguma coisa, a reação da maioria das pessoas é adicionar algo, como uma explicação ou outras instruções. Com muita frequência, a solução correta é tirar alguma(s) coisa(s) que esteja(m) obscurecendo o significado, em vez de adicionar mais distração ainda.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 100

🔖 Outras citações que expressam a mesma ideia:

“A principal coisa que você precisa saber sobre instruções é que ninguém irá lê-las – pelo menos não até depois de repetidas tentativas fracassadas de aprender sozinho (…).”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 25

“’Papo alegre’ é como papo furado – sem conteúdo, basicamente apenas uma forma de ser sociável. Porém, a maioria dos usuários Web não tem tempo para papo furado; eles querem ir direto ao que interessa. Você pode e deve eliminar tanto ‘papo alegre’ quanto possível.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 26

🔖Citações que abordam o mesmo tema:

“Muito ‘papo alegre’ é do tipo de escrita promocional se auto cumprimentando que você encontra em livretos mal escritos. Diferentemente de boa cópia promocional, ele não passa informações úteis e dá ênfase a dizer o quão maravilhoso nós somos, ao invés de explicar o que nos faz maravilhosos.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 25

🔖 Outras citações que abordam o mesmo tema:

“Quase que qualquer pessoa pode facilitar um teste de usabilidade. Tudo que é necessário é a coragem para tentar. Com um pouco de prática, a maioria das pessoas pode ficar boa nisso.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 93

“O segredo mais bem guardado dos testes de usabilidade é até onde não importa quem você testa. Para a maioria dos sites, tudo o que você precisa são pessoas que tenham usado a Web o suficiente para saber o básico.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 91

“Os três primeiros usuários provavelmente encontrarão quase todos os problemas significativos e é muito mais importante executar mais rodadas de teste do que tirar tudo que puder em cada rodada. Testar apenas três usuários ajuda a garantir que você fará outra rodada em breve. Além disso, já que terá consertado os problemas que tiver descoberto na primeira rodada, na próxima é provável que todos os três usuários descubram um novo conjunto de problemas, já que não serão interrompidos pelo primeiro conjunto de problemas.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 90

“Uma das melhores coisas relacionadas aos testes de usabilidade é que as lições importantes tendem a ser óbvias para todos que estiverem assistindo. Os problemas sérios são difíceis de não serem vistos.”

Steve Krug      

Livro: Não em faça pensar – Uma abordagem de bom senso à usabilidade na Web (Editora Alta Books, 2006) | Autor: Steve Krug | Página: 89