“Pois o que é bom é o que é em conformidade com a natureza das coisas; o contrário é mau, e os meios para atingir um e evitar o outro derivam dessa mesma natureza.”

Émile Durkheim     

Livro: As regras do método sociológico (Martin Claret, 2006 – Publicado originalmente em 1895) | Autor: Émile Durkheim | Página: 43

“(…) só aceitamos uma verdade quando primeiro a negamos do fundo da alma.”

Paulo Coelho  

Livro: O alquimista (Editora Rocco, 1989 – Primeira publicação em 1988) | Autor: Paulo Coelho | Página: 9

“Inocência é criança e esquecimento, um recomeçar, um jogo, uma roda que gira por si, um primeiro movimento, um sagrado dizer-sim.”

Nietzsche

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Página: 254

“Esse quebrar-se a si mesmo, esse zombar da própria natureza (…), ao qual as religiões deram tanta importância, é na verdade um altíssimo grau de vaidade. Toda a moral do Sermão da Montanha faz parte disso: o ser humano tem verdadeiro prazer em violentar-se com exigências exageradas, e depois endeusarem sua alma com esse algo tirânico e exigente. Em toda moral ascética o ser humano reza para uma parte de si mesmo como um Deus, e por isso necessariamente tem de demonizar a outra parte.”

Nietzsche

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Páginas: 177 a 178

“Quando uma cultura envelhece e o círculo de todos os sentimentos naturais foi percorrido incontáveis vezes, deve-se encontrar uma nova espécie de encantos na vida. Talvez o cristianismo fosse um novo encanto da vida. Ele oferecia ao convertido um drama espiritual de pecado e redenção.”

Rüdiger Safranski   

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Páginas: 176 a 177 | Os textos em itálico são trechos da obra de Nietzsche.

“A total irresponsabilidade do ser humano por seu agir e sua essência é a gota mais amarga que o cognoscente tem de engolir.”

Nietzsche 

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Página: 160

🔖 Leia outra frase de Nietzsche que completa o sentido dessa citação:

“Assim em sequência tornamos o ser humano responsável por seus efeitos, depois por suas ações, depois por seus motivos, e finalmente pela sua essência. Finalmente descobrimos que também essa essência não pode ser responsável, na medida em que é uma consequência totalmente necessária e nasce dos elementos e influências de coisas passadas e presentes: portanto o ser humano não pode ser responsabilizado por nada, nem pela sua essência, nem por seus motivos, nem por suas ações nem por seus efeitos. Com isso entendemos que a história dos sentimentos morais é a história de um engano, o engano da responsabilidade.”

Nietzsche 

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Página: 160

🔖 Leia outra frase de Nietzsche que completa o sentido dessa citação:

“Isso que agora chamamos de mundo é resultado de uma mistura de enganos e fantasias que aos poucos surgiram na evolução geral das criaturas orgânicas, emaranhando-se uns nos outros e que agora herdamos como tesouro acumulado do passado; como tesouro; pois o valor da nossa humanidade nisso se baseia.”  

Nietzsche

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Página: 150

“Experiências singulares que não possam ser generalizadas não podem possuir status de verdade. Uma verdade é feita de modo que em princípio possa ser conferida por todos.”

Rüdiger Safranski   

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Página: 134

“Em algum recanto afastado do cintilante universo despejado no incontável sistema solar, houve uma vez um astro no qual animais inteligentes inventaram o conhecimento. Foi o minuto mais arrogante e mais mentiroso da ‘História Universal’, mas foi apenas um minuto. Depois de poucos fôlegos da natureza o astro congelou, e os animais inteligentes tiveram de morrer. Alguém poderia inventar uma fábula assim, e mesmo assim não teria ilustrado suficientemente a maneira lamentável, vaga e efêmera, sem objetivo e arbitrária com que o intelecto humano se apresenta dentro da natureza.”

Nietzsche

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Páginas: 73 a 74

“Como nunca antes seres humanos pensaram em si próprios; constroem e plantam para o seu dia, e a perseguição da felicidade nunca será maior do que quando ela tem de ser apanhada rapidamente entre hoje e amanhã; porque depois de amanhã talvez tenha acabado o tempo de caçar.”

Nietzsche

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Páginas: 42 a 43

“Diferentemente de Schopenhauer, Nietzsche é mais fortemente atraído pela natureza dionísica, vai querer aproximar-se mais do abismo, porque suspeita haver ali dentro segredos ainda mais sedutores, e se considera livre de vertigem.”

Rüdiger Safranski   

Livro: Nietzsche: biografia de uma tragédia (Geração Editorial, 2017) | Autor: Rüdiger Safranski | Página: 42

🔖 Leia outra frase que fala sobre a relação de Nietzsche com o abismo: