0
(0)

“Sinto a maior alegria em aplaudir, gritar viva e fazer aquele alvoroço por um escritor novo e bom. O certo é que, durante muito tempo, ninguém deixou de ser ou de se sentir gênio por minha culpa. Distribuí elogios à beça.”

Jorge Amado sobre convites para prefaciar livros

Livro: A chave do Enigma (Ed. Record, 2001) | Autor: Fernando Sabino | Página: 127 – Crônica: “Não li mas gostei”

🔖 Leia mais uma citação de Jorge Amado sobre o mesmo tema:

“Afinal, não sou crítico literário, sou romancista; não tenho compromisso com o rigor que deve pautar a crítica. Então, tenho escrito muitos elogios para me ver livre de pessoas que eu jamais em tempo algum conseguiria convencer que não são gênios, que não nasceram para escrever.”

Jorge Amado sobre convites para prefaciar livros

Livro: A chave do Enigma (Ed. Record, 2001) | Autor: Fernando Sabino | Página: 126

🔖 Veja outra citação sobre prefácio:

“Prefácio (ou orelha de livro, dá na mesma) é coisa mais séria. Não que eu, guardada as proporções, deixe de ser também solicitado. Acontece que, tendo-me revestido da coragem necessária para recusar o primeiro, passei a me valer deste precedente e a não atender mais nenhum. Reforço minha negativa argumentando que hoje em dia um prefácio pega mal. Já se foi a época em que era necessário um padrinho emprestar as muletas de alguns elogios para sustentar de pé um autor novo, que de outra forma tombaria no mais completo anonimato.”

Fernando Sabino  

Livro: A chave do Enigma (Ed. Record, 2001) | Autor: Fernando Sabino | Página: 127

O que você achou deste conteúdo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Please follow and like us:

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *